brian-2Bdavid-2Bcuritiba

Em vitória de David, GPR 250 tem os sete primeiros separados por meio segundo

Brian David

Corrida histórica da categoria de formação de pilotos do Moto 1000 GP reduz diferença entre líderes do Brasileiro de Motovelocidade

Fonte: Grelak Comunicação
O Moto 1000 GP teve mais uma corrida de desfecho histórico na sexta etapa da categoria GPR 250, neste domingo (26) em Pinhais (PR). Brian David, goiano da Estrella Galicia 0,0 by Alex Barros, venceu a prova no Autódromo Internacional de Curitiba e assumiu o terceiro lugar na classificação do Campeonato Brasileiro de Motovelocidade. Após 12 voltas, os sete primeiros colocados receberam a bandeirada final separados por apenas meio segundo.
A vantagem de David sobre o paulista Ton Kawakami, que terminou em segundo lugar pela Playstation-PRT, foi de apenas 20 milésimos de segundo. O cearense José Duarte, companheiro de equipe de David, era líder quando tomou a reta de chegada pela última vez. Ficou em terceiro a 0s025. O quarto foi outro piloto da equipe, o paulista Lucas Torres, que largou da pole position. O pódio teve, ainda, o gaúcho Giovandro Tonini, da Santin Racing, em quinto.

Líder da temporada, Meikon Kawakami, irmão e companheiro de equipe de Ton, foi o sétimo colocado, a 523 milésimos de segundo do vencedor David. Com isso, sua vantagem sobre Torres no campeonato foi reduzida de 18 para 13 pontos. David passa a ser o terceiro, a 34 pontos do líder. As duas últimas etapas do Moto 1000 GP terão em jogo 54 pontos – a próxima será disputada no dia 23 de novembro no Autódromo Internacional de Santa Cruz do Sul (RS).

“Eu não estava tão rápido hoje, mas na corrida consegui liderar algumas voltas. Foi muito difícil, mas na última volta consegui pegar o vácuo dos dois e ganhar”, resumiu David, que havia conquistado sua primeira vitória na terceira etapa, em Cascavel. Os três primeiros colocados na tabela de pontos empatam em vitórias – Meikon Kawakami venceu em Santa Cruz do Sul e em Cascavel, no complemento da rodada dupla. Torres ganhou em São Paulo e em Goiânia.

MOTO 1000 GP – GP CURITIBA/GPR 250
(Resultado final da corrida após 12 voltas)
1º) Brian David (GO/Honda), Estrella Galicia 0,0 by Alex Barros, 21min07s166
2º) Ton Kawakami (SP/Honda), Playstation-PRT, a 0s020
3º) José Duarte (CE/Honda), Estrella Galicia 0,0 by Alex Barros, a 0s025
4º) Lucas Torres (SP/Honda), Estrella Galicia 0,0 by Alex Barros, a 0s108
5º) Giovandro Tonini (RS/Honda), Santin Racing, a 0s393
6º) Suel da Silva (PR/Kawasaki), Paulinho Superbikes, a 0s409
7º) Meikon Kawakami (SP/Honda), Playstation-PRT, a 0s523
8º) Márcio Miranda (PR/Honda), Luizinho Racing, a 18s324
9º) Nic Nottingham (SP/Kawasaki), Team De Grandi, a 18s390
10º) Maycon Benassi (PR/Kawasaki), Hot Dog Pit Stop, a 32s172
11º) Gabriel Stein (ES/Kawasaki), Mobil Ituran Racing Team, a 1min15s138
12º) Guilherme Brito (SP/Honda), Estrella Galicia 0,0 by Alex Barros, a 1min15s572
13º) Dilson Fernandes (RS/Carlos Barcelos), a 1min29s342
14º) Rodrigo Ilário (PR/Honda), Ilário Racing Team, a 1min56s554

CLASSIFICAÇÃO
Após seis das oito etapas, a classificação do Moto 1000 GP na GPR 250 é a seguinte:

1º) M. Kawakami, 112 pontos; 
2º) Torres, 99;
3º) David, 78;
4º) Duarte, 75;
5º) Tonini, 71;
6º) T. Kawakami, 63;
7º) Nottingham, 42;
8º) Pereira e S. Silva, 38;
10º) Miranda, 26;
11º) Benassi, 21;
12º) Mattes, Rosa e Traldi, 16;
15º) Rodrigues, 14;
16º) Santos, 13;
17º) Fernandes, 11;
18º) Borges, 10;
19º) Castroviejo, 9;
20º) Muniz e G. Silva, 8;
22º) Stein e Brito, 5;
24º) Bandeira, 4;
25º) Ribeiro e Freire, 3;
27º) Henriques, Ramos e Ilário, 2.
Tags: No tags

Add a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *