DSCF3615

Brasilia Moto Capital 2013 reúne 380 mil motociclista em Brasilia

Pessoas de Brasilia, de todo o Brasil e da América latina participam da maior festa do motociclismo nacional.
Texto: Nilson Silva.
Fotos: Lis Costa.

A décima edição do Brasilia Moto Capital, aconteceu de 24 a 28 de julho de 2013, no Parque de Exposição da Granja do Torto. O evento serviu também para comemorar o Dia Nacional do Motociclista (27/07).
No princípio do século XXI, em 2001, o evento começou a ser realizado nas dependências do Autódromo Internacional Nelson Piquet; Depois passou para o estacionamento do então Mané Garrincha, hoje Estádio Nacional de Brasilia. Já chegou a ser realizado na Orla do Lago Paranoá.
Mas em 2009, após sucessivos recordes de participação, o encontro foi deslocado para a Granja do Torto, um local amplo e com infraestrutura mínima para armações de tendas, barracas, estandes, palcos e outras estruturas.
Os motociclistas e simpatizantes vêm de todos os estados Brasileiros e até do exterior, em grupos ou em viagem solo. Leivyson Silveira, comerciante, 32 anos , apaixonado por motos, veio de Caruaru, Pernambuco, com a esposa e mais seis integrantes de “Os Selvegens”, moto clube da mesma cidade do Agreste. Viajaram 2.100 Km, conheceram os monumentos, tiraram fotos nos cartões postais da cidade e avaliaram o evento como grandioso.
“Seu Coraza”, 56 anos (recusou-se a revelar o verdadeiro nome), policial aposentado do Uruguai, fez revisão em sua Mondial 250cc, juntou mais 4 amigos e rumou para o Planalto Central em uma jornada de 2.600Km. Se diz encantado com a beleza arquitetônica da cidade e coma receptividade dos Brasileiros.

Segundo Ana Paula Scinocca, assessora de imprensa do evento, houve a participação de 1.200 moto clubes de todo Brasil; 17.000 motociclistas participaram do passeio pelos cartões postais da cidade no sábado á tarde; 80.000 mil motocicletas foram estacionadas nas dependências da Granja do Torto nos 5 dias da festa e o novo recorde de participação foi batido com 380 mil pessoas. Não foi cobrado ingresso nem estacionamento de motociclistas.
Toda esta gente para ver para ver entre outras coisas o show do Tremendão Erasmo Carlos, a Dani Carlos, The Fevers, Bandas gospel, globo da morte, luta livre, 4 “casamentos motociclísticos” de verdade e muitas outras atrações .

Elogiamos a organização e o clima de paz, segurança e tranquilidade da festa, mas temos algumas criticas principalmente em relação á falta de terminais de caixa eletrônico. Somente o Banco do Brasil com dois caixas rápidos para um público de 400 mi l pessoas. Não sabemos o porquê outros bancos públicos particulares não estavam atuando lá.
Constatamos também a ausência da montadora líder no mercado brasileiro, bem como das duas principais marcas Premium. A BMW e Harley Davidson desta vez não deram o ar da graça, neste que é sem dúvida maior encontro de motociclistas da América Latina.

Tags: No tags

Add a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *