doca

Moto 1000 GP: Doca, Wesley Gutierrez e Diego Faustino reforçam grid

Alecsandre “Doca” de Grandi

Estrelas da motovelocidade nacional confirmam participação na categoria principal do Campeonato Brasileiro da categoria.

Fonte: Grelak

A consolidação como principal evento da motovelocidade brasileira, que valeu-lhe inclusive a homologação da Confederação Brasileira de Motociclismo para que tenha em disputa oficialmente já em 2013 os títulos do Campeonato Brasileiro da modalidade, segue rendendo adesões ao Moto 1000 GP. A lista de participantes desta temporada teve nesta quinta-feira (7) a confirmação de mais três dos grandes nomes do esporte no país.
O paulista Alecsandre Brieda “Doca” de Grandi e os paranaenses Diego Faustino e Wesley Gutierrez vão participar da GP 1000, categoria principal do Moto 1000 GP, nas oito etapas da temporada de 2012 – a primeira delas está confirmada para dia 21 de abril. De Grandi é um dos pilotos mais experientes do motociclismo brasileiro, que tem no currículo seis títulos nacionais em várias categorias. É, também, o único tricampeão das 500 Milhas de Interlagos.

De Grandi, conhecido no meio do esporte pelo apelido “Doca”, aponta a viabilidade financeira como um dos motivos que determinaram sua opção pelo Moto 1000 GP. “Eu corro de moto há 20 anos. De oito anos para cá, quando vi que tinha chance de dar certo, virei profissional da motovelocidade, hoje vivo disso. Por ser profissional das corridas, preciso decidir pelo que é melhor”, diz o representante de Piracicaba, cidade do interior paulista.

O baixo custo de competição foi um dos fatores determinantes na ida de Doca para o Moto 1000 GP. “É um regulamento bem mais específico, existe a condição de você disputar as vitórias e o título mesmo sem um orçamento tão grande. Eu venho de um campeonato onde as regras são muito livres, lá você não consegue pensar em resultado se não tiver orçamento para investir, trazer kits de fora do país, essas coisas que acabam custando caro”, expõe.
No Moto 1000 GP, Doca seguirá competindo pelo Team De Grandi. Sua moto é a Honda CBR 1000RR número 90. “É uma moto um pouco antiga, mas que se enquadra bem no regulamento. Com desenvolvimento, com certeza vou ser competitivo e encarar os caras de igual para igual. Andar com o pneu slick, para mim, vai ser uma novidade, é algo que preciso testar antes de começar o campeonato e, depois, trabalhar pelo melhor retorno possível”, manifesta.

Tags: No tags

Add a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *