CIMG9600

De Brasilia ao Uruguai

Saída de Samambaia-DF

Com Alejandro e outros amigos do Uruguai
Fotos e texto: Nilson Silva. 
Como viajar de moto para fora do Brasil, fazer novas amizades, se divertir e voltar para casa tranquilo e com economia.

Sempre tivemos vontade de descer para as bandas do Sul. O 1º Encontro de Motos e Amigos de Melo-Uruguai foi a oportunidade que esperávamos para isto. Vamos adiantar que optamos  por fazer uma viagem de baixo custo, uma vez que a amada esposa não pôde ir e não encontramos outro motociclista  para nos fazer companhia.

Hotel em José Bonifácio-SP

Mesmo sendo de baixo custo conseguimos fazer no minimo 3 refeições por dia e dormimos sempre em hotéis decentes. Ao final da matéria daremos um resumo das despesas, quem sabe assim  você perde o medo e sai da toca.
Nossa saída foi no dia 17/10, ás 08:30 horas de Samambaia Distrito Federal do posto Texaco no Km 5 da BR-060 sentido Goiânia. Almoço aí perto de Professor Jamil-GO por volta de 11:00 horas. Por volta de 17:30 hs, com tempo bom, estávamos em José Bonifácio-SP, pouco depois de São José do Rio Preto, BR 153, a uns 750 km de Brasilia, onde pernoitamos no Hotel dos Viajantes.

Aceguá-Uruguai, vista do Hotel Texaco

Dia 18/10, saímos por volta de 08:00 horas, tempo bom, exceto por um forte  vento lateral que nos fêz andar um pouco inclinado para a esquerda na moto por uns 150km até a divisa do Paraná. Almoço em Mairink-PR. Pernoite e janta em Rebouças-PR, cidadezinha ás margens do pior trecho da BR 153, mas de gente prestativa, Hotel Bisa-Tur.

Hotel Em Cruz Alta-RS

Dia 19/10, o tempo amanheceu nublado mas não choveu. A BR 153 tem buracos mas estamos de Big trail, então a gente consegue imprimir uma média de 80 Km/h e 26 Km por litro, e desta forma passamos por União da Vitória-PR e almoçamos Em Irani-SC, na Serra Catarinense. (Frio de lascar no alto da serra). Continuamos descendo atravessamos o Rio Uruguai na divisa SC/RS, passamos por Erechim, Passo Fundo,  Getúlio Vargas, Carazinho. Abastecimento próximo a Panambi.  Chegamos em Cruz Alta no fim da tarde, onde ficamos no Hotel Pinheiro, lugar aconchegante, no trevo de entrada para a cidade.

Uma expressão de fraternidade entre os povos.
Último Km da BR 153 (Yessss)

20/10, saimos por volta de 10:00 horas com planejamento de chegar e Aceguá, na Fronteira. Passamos por Santa Maria e almoçamos em Caçapava do Sul. Depois do almoço rodamos uns 15 Km e o tanque marcou reserva. Tudo bem né? Tudo bem nada! são 140 quilômetros de Caçapava do Sul até Bagé sem sem cidade e sem posto de gasolina. Ainda bem que Deus colocou o José, Borracheiro uruguaio no meu caminho que, me arranjou dois litros de gasolina do seu Voiage dos anos 80 e consegui tirar os 50 Km restante até Bagé onde pode abastecer. (Que sufoco)!!!!

Moto de carga da fronteira

Aceguá Brasil só tinha o Hotel Texaco. Aceguá Uruguai não vi Hotel. Então ficamos felizes no lado Brasileiro, mas de uma janela privilegiada onde podia se contemplar o país vizinho.
21/10, a encrenca foi quando fui na Migracion com carta verde (seguro de veículo de mais ou menos r$ 50,00 pra quem entra no Uruguai) na mão pegar o tal de permisso. Permission negada pra mim porque minha identidade de servidor público, expedida pelo  CBMDF e com fé pública em todo Território Nacional não vale na República Oriental do Uruguay.
Voltamos para o lado do RS, procuramos a Brigada Militar e o Sargento nos orientou a procurar a Base da Policia Nacional. Assim fizemos. Explicamos a situação toda para os policiais Javier e Cravijo e uma hora e meia depois estávamos com o nosso “permisso especial” na mão.
Chegando em Melo-Cerro Largo, de repente me vejo na contra mão de uma rua movimentada mas fui abordado por Álvaro, uma pessoa prestativa que se dignou a me levar ao local do Evento. Quando falei o meu nome na entrada os recepcionistas disseram que Alejandro e Estela, organizadores do encontro, já estavam me esperando. Daí pra frente a coisa fluiu bem graças a Deus.

Devolução de “permisso” para colocar o pé no Brasil

Foi muito legal o Encontro, ficamos lá 21 e 22/10, hospedado no Príncipe das Astúrias.
23/10. Saímos  por volta de 8:30 de Melo, Almoçamos em Caçapava do Sul e dormimos novamente em Cruz Alta, no mesmo Hotel Pinheiro.
24/10. Rodamos 870 Km e dormimos em Ibaití-PR, lanche na rua abaixo, hotelzinho arrumadinho mas foi o mais caro do percurso.

Hotel em Ibaiti-PR

25/10. O tempo mudou. a chuva caiu por uns 150 Km e conseguimos rodar pouco mais de 200 Km até meio dia e assim fomos alternando sol e chuva até Centralina-MG, uns 750 quilômetros, onde dormimos num hotelzinho de posto de gasolina.
26/10. De Centralina a Brasilia uns 450Km em pista duplicada… consegui almoçar em casa com as mulheres da minha vida por volta de meio dia. Assim nós fechamos a viagem ao Uruguai de exatos 5.116 Km, onde tivemos os seguintes dados mais importantes:

– Combustível: r$ 580,00.
– Hospedagem: r$ 350,00.
– Alimentação: r$ 210,00.
– Seguro: r$ 50,00.
– Pedágio: r$ 30,00.

– Novas amizades e carinho dos meus amigos/hermanos
– Moto: BMW G650GS, ano 2010/2011. Tanque 17.3 litros. media Km/l: 24 na faixa de 110/120 KM/h. Autonomia: 400 Km

Tags: No tags

One Response

Add a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *