Yamaha-r1-vermelha

YAMAHA APRESENTA YZF-R1 2012 COM NOVIDADES.


Preço mais acessível, novas cores, recalibragem da suspensão e performance são destaque do modelo vinte doze.




Texto Nilson Silva
Fotos: Yamaha do Brasil
A Yamaha está apresentando a sua esportiva do 1000cc, versão 2012 com alguma novidade. Nada muito radical, já que o modelo foi totalmente reformulado em 2010. E como você sabe no mundo das motocicletas, em se falando de inovações e lançamentos as coisas não andam na velocidade das esportivas.É uma moto com desenvolvimento inspirado no modelo YZRM-1, campeão de Moto-GP, com propulsor de alta tecnologia. Os grandes prêmios de moto servem entre outros coisas para desenvolver tecnologias que serão transferidas posteriormente para os modelos de rua.

O fabricante destaca as seguintes características: Alta performance, motor compacto e com virabrequim do tipo crossplane, o que proporciona características de torque excepcionalmente puro e altos níveis de tração.
No modelo 2012, as suspensões foram recalibradas para acentuar o ganho de performance. Outra novidade foi o lançamento das cores azul e vermelha, já que a 2010 vinha exclusivamente na cor preta. E agora o diferencial mais importante, o preço, que passou de r$ 64.218,00, no modelo 2010, para r$ 57.000,00.
Veja a ficha técnica: Motor: 998cc, 4 tempos, 4 válvulas por cilindro, refrigeração líquida, 182cv a 12.500Rpm, torque 11,8 Kgfm a 10.000Rpm. Câmbio: 6 marchas transmissão por corrente. Freio: disco duplo na frente e simples atrás. Suspensão: Telescópica na frente e braço oscilante na traseira. Pneus: 120X70 aro 17″ na frente e 190X55 aro 17″ atrás.
 Tanque de combustível: 18 litros. Painel: velocímetro, hodômetro total e dois parciais (trip1 e trip2), mais hodômetro do combustível (f-trip), marcador do nível de combustível e relógio digital. Luzes espias, lâmpada de aviso de rotação – contagiros analógico.
Nosso comentário: Como a nossa saia tem pouca roda, vamos ficar devendo a velocidade máxima desta esportiva e o Zero a 100. Vamos esperar que alguém com muita roda na saia faça o teste e aí informaremos. A garantia de apenas um ano, mesmo que sem limite de quilometragem acho pouco nos dias hodiernos.

Tags: No tags

Add a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *